16 dezembro 2015

Jonny - Primeiro Episódio


Passei o dia sentado no banco do parque, observando as pessoas passar. Elas vinham e iam, todas ocupadas demais para olhar outra direção que não fosse seus destinos. Fui desacordado das minhas reflexos de como tudo mudou tão rápido quando vi uma moça sentada ao chão. Havia várias laranjas ao seu redor e ela parecia irritada e apressada. Ninguém parou para ajuda-la, e alguns reclamavam enquanto tentavam a ultrapassar. Levantei-me e comecei a reconhecer as laranjas com ela, e para minha surpresa, a reação da moça não foi satisfatória. Ela arregalou os olhos como se eu estivesse escondendo uma faca entre minhas mangas esperando o momento certo para ataca-la. Coloquei as laranjas dentro da sacola e dali sai sem dizer nada, ou ouvir algum agradecimento. Sempre que me deparo com uma situação como essa, me pergunto: O que diria Jonny?

2015 

-Pra onde você vai nessas férias, Luide?
-Creio que para a fazenda do meu avô, como sempre.
-Você vai pra tal festa?
-Ah... não tô afim.
Ele joga o controle do videogame sobre a mesinha da sala e olha para mim com um semblante pasmo, como se eu nunca faltasse nas festas de fim de ano do colégio. 
-Não para o jogo, Jonny! -Pus de volta o controle em suas mãos. -E além do mais, já sei o que vai acontecer se eu for pra essa festa. Todo mundo vai se divertir enquanto eu fico lá fora esperando a hora passar pra poder voltar pra casa e não ficar com titulo de mesquinha.
-Não seja bobo, Luide! -Ele pausa o jogo pela segunda vez. -É nossa última festa do colégio, vai mesmo juga-la pelas outras? 
-Bom, nada me provou que poderia ser o contrario durante esses 3 anos. -Tentei continuar o jogo mas fui impedido.
-Da pra parar de atrapalhar meu jogo?
-Cara, você vai ir a essa festa comigo. Você não tem escolha. -Disse ele, e depois continuou o jogo.
Sabia que o Jonny falava sério, por mais popular e descolado que ele fosse nessas festas, nunca ia sem a minha presença. Isso acontece desde de quando tínhamos 13 anos, quando nos conhecemos.

2040

Faz muito tempo que não vou a uma festa, não há o que se festejar. Minha juventude foi repleta de festas graças ao Jonny, me questiono o que seria daquele tempo sem elas. Lembro-me que além de vivencia-las, registrávamos todo e qualquer momento em fotografias e videos, mesmo que a maioria fosse apenas de nós dois rindo feito loucos, tocando campainhas das casas e se escondendo, ou dando o dedo do meio para a câmera quando a notava. Coisas de amigos.
  Os jovens de hoje em dia são obrigados a estudar por 7 anos após o ensino fundamental se preparando para o projeto Evolution, que unem vários jovens para cada finalidade, sendo essas: cientistas, médicos e guerrilheiros. Aqueles que conseguem uma boa qualitativa se doam de corpo e alma para o país, e ganha bastante. É como se esse titulo fosse um dos mais valiosos de todos, e é. Se antes o capital era uma escolha, agora é nossa unica alternativa! Bom... claro que existe uma pouca quantidade que se recusa a entrar nesses padrões, vivem como andarilhos e não constroem moradias (pois não tem autorização do sistema para isso), dizem viverem felizes na tentativa de aumentar seus grupos, mas todos sabem que é mentira, eles passam fome e são torturados até a morte se caso for encontrados por um Sistemático (os novos neonazistas). E se caso me perguntarem o que o povo pensa a respeito, os respondo: Nada, ou tudo, o que é nada. Não existe mais aquele ditado sobre "A maioria vence" ou "A união faz a força", o povo não vota mais, não escolhe mais, não existe mais. Da pra acredita? Eu nunca imaginei que isso poderia acontecer... Viramos fantoches sem cordas, pois eles (os poderosos) não nos obrigam a fazer nada, apenas não nos dão escolhas. Ou é isso, ou não é nada. O problema é que calamos a nossa voz por tanto tempo, que esquecemos como falar. Não há zíper,cola ou costura que prendem os nossos lábios... apenas não abrimos mais a boca. Vivemos em uma ditadura moderna, onde o único objetivo é evoluir.

Um comentário:

  1. Jooooooonny!! caraca, eu tava super ansiosa mas no fim acabou q só agora fui ver!

    ResponderExcluir

Olá, marujo! Agradeço desde já pelo seu comentário, é muito legal saber o que acham das postagens. Não se esqueça de deixar o link do seu blog para que eu possa retribuir o comentário.