10 março 2015

A Pesquisa de Júlia - Episodio 9


"But somehow I'm still alive inside." -No Air. (Aqui)

Depois de alguns minutos os dois se afastam, encerrando o beijo. Davi se levanta rapidamente e leva suas mãos a boca, parecia preocupado ou, culpado. Júlia esperava alguma justificativa e se manteve sentada o encarando confusa. Mas não esperou tanto e logo teve que perguntar.
-O que foi, Davi? -Perguntou com voz baixa.
Davi se sentou novamente, tomou todo o ar que conseguira e soltou de vez. Ele olhou para Júlia meio intimidado, parecia querer estar em outro lugar. E tentou justificar-se para Júlia, que continuava parada, sem entender nada.
-Júlia, eu gosto muito de você, muito mesmo! -Um silêncio se fez. -Por isso não quero te magoar, ou te decepcionar... ou criar algo. Entende?
Júlia sentiu alguns pingos de raiva descer pelo seu corpo, sentou-se como Davi, e o encarou bem.
-Davi, pode me explicar o que você tentou me dizer. Eu realmente não estou entendendo.
-Eu sei que você me entendeu.
-Então porquê me beijou? Cara, eu não entendo!
-Isso não podia ter acontecido, fui errado, admito, me desculpa. Eu não quero te magoar Júlia!-A tonalidade das vozes cada vez aumentavam.
-Do que diabos você esta falando, Davi?!
-Existe outra garota!-Ele grita.
O silêncio entra, dividindo os dois. Uma porção de sentimentos invade Júlia, não somente a tristeza por descobrir que aquele que ocupava seu coração, já tinha seu coração ocupado. Mas também por se magoar novamente, quantas vezes a vida pregaria uma dessas pegadinhas com ela? Quando chegaria a vez dela? Ela estava cansada.
  Davi se levantou e passou as mãos sobre seus cabelos bagunçados e arrepiados, da forma que estava quando Júlia o viu pela primeira vez.
-Desculpa. -Ele sussurrou. -Eu gosto muito de você, tanto que não contive o desejo de te beijar. Mas eu me prometi para alguém, e ela esta me esperando.
Davi saiu do quarto, pois sabia que precisavam de um um tempo sozinhos. Enquanto Júlia ficou imaginando como ela era sortuda, a outra garota. "Sera que ela o tratará bem e o entendera nos dias ruins? Como deve ser esperar alguém, sabendo que esse estar realmente vindo?" Eram perguntas inevitáveis para o que estava sentindo. Julgou que se a vida de Davi fosse um livro, seria uma bela historia. Um rapaz que desiste de tudo para refletir, mas promete voltar para a pessoa amada. No meio dessa jornada ele passaria por diversas coisas e poderia até conhecer alguém, que ele beijaria mas, pelo fato de não mexer tanto com seus sentimentos não seria necessário coloca-la em suas paginas. Júlia sentia tudo, mas não rolou nenhuma lágrima, não que ela as segurassem e sim poque elas não existiam. 
 Depois de algumas horas Davi voltou ao quarto, e tudo o que encontrou foi uma carta sobre a cama. Clichê, como Júlia. Ele se aproximou e teve um pouco de receio, ele havia magoado, tinha certeza disso. Logo a imaginou fazendo mais uma de suas loucuras, procurando suas respostas de formas indiscretas e perigosas. Mas deveria ler,a carta era sua.
"Antes de tudo, tenha a certeza que eu estou bem. Não irei mentir ao ponto de dizer que não criei algo entre nós, algo além da amizade, mas por algum motivo te entendo. Por isso achei melhor partir, e antes que você se pergunte pra onde eu fui, eu respondo. Vou para minha casa, Davi, resolvi resolver logo isso. Além da saudade que sinto, não quero ocupar mais algumas de suas paginas, elas devem ser escritas por outra pessoa, e eu apoio isso de todo meu coração. E se não for pedir muito, seja o cara mais feliz do mundo! Mantenha contato, e mande um abraço pra sua família, em especial seus avós. Com amor, Júlia"
Davi dobrou a carta como havia encontrado e sorriu depois de guarda-la em seu bolso. Ele ficou feliz por saber que Júlia havia o entendido e ainda mais, por ela encontrar seu próprio destino. Claro que ele manteria contato, aquela garota sem duvidas mexeu com sua historia, e mal notava ela que por sua causa, a vida de Davi voltou a ser escrita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, marujo! Agradeço desde já pelo seu comentário, é muito legal saber o que acham das postagens. Não se esqueça de deixar o link do seu blog para que eu possa retribuir o comentário.