24 julho 2014

Dezoito


Logo ao nascer perdemos o direito da liberdade ao sermos batizados e nomeados o futuro da nação, não há escolha. É a lei. Em um lugar onde todos dizem ser tão evoluído parece não me restar opções. Mas como fazer justiça em um mundo injusto? Eu não faço a menor ideia. Ter dezoito não significa nada quando percebemos que o único caminho que podemos ir é aquele que nos obrigam seguir. Somos quem somos até sermos o que não eramos, e nos tornamos aquilo que não queríamos ser mas que é preciso, já que todos são. Já não sei quem sou, ou quem são vocês.
 É perca de tempo quando nos perdemos no tempo, deixando o tempo nos dominar. Não vale a pena enxergar o mundo com os olhos de outra pessoa. É tempo de abrir novos caminhos.

2 comentários:

  1. 18. Somos tão jovens... E eu só quero continuar pelos meus caminhos, sabendo que se eu errar foi por que eu escolhi e não porque os outros escolheram por mim. Afinal, que os outros façam as escolhas deles!!

    ResponderExcluir

Olá, marujo! Agradeço desde já pelo seu comentário, é muito legal saber o que acham das postagens. Não se esqueça de deixar o link do seu blog para que eu possa retribuir o comentário.