11 setembro 2013

Esse tal de amor

Não pensava que seria tão rápido assim esse amor que nós inventamos aos beijos e encontros. É estranha a sensação de saber que estamos longe de sermos quem eramos, e daquele nosso papo de "eu te amo". Mas as vezes, me pego pensando em nós, em como seria se ainda houvesse um "nós", dos nossos planos e daquele amor que dizíamos ter um pelo outro. Amor. Dizem que amor tudo suporta, e que nunca acaba, bom... O nosso acabou. E não acharia exagero se o comparasse com a velocidade da luz. Talvez eu seja mesmo uma menina boba, desajeitada demais para ter alguém como você, ou, seja porque gostávamos de cores diferente e somos de signos opostos. A verdade é que não existe uma explicação obvia para o nosso fim, para o fim de nossos planos e sonhos, para o fim de "nós", e aí está o problema. Sera verdade o que todos dizem sobre esse tal de amor? Parecia tudo muito verdeiro e duradouro, mas não foi, nem mesmo por um instante. Não queria que fosse bem assim, mas talvez, não fosse bem amor.

2 comentários:

  1. Talvez...

    Desculpa mas foi essa palavra que surgiu quando acabei de ler o lindo texto. De certo modo, o amor nunca acaba porque esse "amor" vai ficar contigo até ao dia que deixares de existir
    querosabertudo-k.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente, é isso que o texto quer dizer. Ela acha que tudo foi lindo, e até acreditava que fosse amor, pois tudo o que as pessoas dizem sobre o amor era o que ela sentia pelo garoto, mas, acabou. Então, nunca foi amor. :/ Espero que tenha gostado ^-^

      Excluir

Olá, marujo! Agradeço desde já pelo seu comentário, é muito legal saber o que acham das postagens. Não se esqueça de deixar o link do seu blog para que eu possa retribuir o comentário.