05 junho 2013

The One That Got Away (Tão perto e tão longe) 

Foi o jeito entrar e tentar colocar a Mary la dentro antes que a irmã dela chegasse. 
Justin: Mary, você tem que tomar um banho, agora.
Mary: Ah pra queee?
Justin: Mary se sua irmã chegar e te encontrar assim ela... Por que eu to falando mesmo? Você nem ta me ouvindo.
Mary: Ah isso eu ouvi e é verdade.
Justin: Af ¬¬ Vem cá.
Mary: Pra onde você ta me levando?
Justin: Pra o banheiro, fica quietinha e me obedece.
Levei a Mary para o banheiro e do nada ela começava a rir, sei que aquilo não era nada bom mas ria também, aquela garota é uma doida, e sobra tudo pra mim.
Justin: Tira a roupa e vai pra o banho.
Mary: Eu não vou pra o banho e nem tirar a roupa na sua frente.
Justin: Taaaa eu não vou ver. -Virei de costas. -Tirou?
Mary: Não, eu não vou tomar banho.
Justin: Ah mas vai sim!
Tirei apenas a jaqueta dela, claro, e a coloquei dentro do box do banheiro e liguei o chuveiro que estava com a água geladíssima. 
Mary: Aaaaaah!! Ta gelaaadaa!!
Justin: (Risos) Eu sei.
Virei as costas e escultei o som da água parar, olho para Mary e la estava ela escorada na parede com o chuveiro desligado.
Justin: Mary não desliga!
Liguei mas ela novamente desligou e sendo no chão, nem meus irmãos me dão trabalho assim. Então resolvi eu mesmo fazer isso, tirei minha jaqueta a camisa e também minha calça.
Mary: Opa! Calma la companheiro, eu sou virgem!
Disse ela irônica, até nesses momentos ela faz graça, eu ri e entrei no box a levantando.
Mary: Não Justin, por favor não faça isso.
A ignorei e simplesmente liguei o chuveiro, e deixei que a água caísse sobre ela.
Mary: Seu idiota!
Justin: (Risos)
Em um momento ela tentou ficar em pé sem minha ajuda, mas ao tentar quase cai, mas eu a segurei a tempo, a trazendo mais para perto de mim. Ela olhou em meus olhos e eu me entreguei, eu fiquei sem reação alguma como na ultima vez que ficamos tão perto. Eu não pensei muito naquele momento, e por sorte não existia o Oliver ali conosco, então a beijei, com toda vontade que existia em mim. Ela respondeu o beijo, que durou por um bom tempo, e no fim ela sorri para mim e ah claro! Sem esquecer que ela estava inconsciente. Depois do "banho" a levei para o quarto e a "obriguei" tirar aquela roupa molhada e por outra, afinal, isso eu não poderia fazer. Voltei ao banheiro e vesti minha roupa e fui para o quarto dela, Mary estava deitada de qualquer jeito na cama, a ajudei e a cobri deitando ao lado dela.
Justin: Hey! -Falei baixinho
Ela abre os olhos um pouco sonolenta e olha para mim.
Justin: To indo embora, se cuida ta?
Ao tentar me levantar ela me segura.
Mary: Não, fica... Por favor.
Sorri e pensei um pouco, ela não parava de olhar para mim esperando por uma resposta, então decidi ficar ao lado dela, só assim ela fechou os olhos e dormiu, então, levantei e fui embora. Claro, a irmã dela não podia me ver ali.

~Mary On~
~Justin Off~

Acordo com uma pela dor de cabeça, devo ter bebido muito noite passada, só me lembro de dançar um pouco e pronto, mas nada me vem em mente. Eu estava vestida e em minha cama, outras coisas devem ter acontecido, sei lá.
Mary: Justin?
Me levantei e fui até a sala, e percebi que alguém estava na cozinha, sorri e fui até lá.
Mary: Justin!
Katherine: Justin? Que Justin, aquele seu amigo?
Mary: Ah, esquece.
Katherine: Hum... Como foi a noite ontem?
Mary: Ah normal.
Katherine: Normal tipo, nada aconteceu.
Mary: É... Até porque não me lembro de nada mesmo. -Falei baixinho.
Katherine: Você ta bem?
Mary: To sim é que, sei lá, acho que dormi de mal jeito... Sei Lá.
Katherine: Ham, sei como é. Bom, fiz quer ir no mercado comigo?
Mary: Ah não eu, vou dormir mais um pouco.
Katherine: Dorminhoca, ok, não demoro.
Mary: Tchau.
Katherine vai para o mercado e logo em seguida eu saio também, fui direto para a pista de skate.
Mary: Oliver!
Oliver: Maaaaryy!! Qual o motivo da visita a minha humilde residencia.
Mary: Oliver falando serio, você, se lembra do Justin?
Oliver: Claro, ele tava aqui ontem com você úe!
Mary: Então, você lembra o que aconteceu comigo ontem?
Oliver: Nada de mais, você tava dançando com a gente, com o próprio Justin e depois ele te levou pra casa, só isso.
Mary: Ham... E você sabe como encontra-lo?
Oliver: Olha não sei não, você não sabe onde ele mora?
Mary: Não...


Oliver: Desculpa não poder ajudar.
Mary: Tudo bem, esquece. Valeu, tchau.
Oliver: Tchau.
Voltei para casa bolada com tudo isso, era bom ficar com aquele garoto, o Justin era legal e por mais que ele tivesse a vida tão diferente da minha, tínhamos os mesmos desejos, as mesmas loucuras, os mesmos problemas e era bom dividir tudo isso com ele. Mas não era legal ver ele assim, somente por um momento e fim, eu nem sabia quando eu iria o ver novamente. Sei que poderia procurar informações, afinal ele é famoso, mas não, não quero alimentar falsas esperanças. E mais uma semana se passa.
Katherine:  Ah chega! O que aconteceu com você Mary?
Mary: Nada :s
Katherine: Nada? Desde a semana passada você ta estranha, ta doente ta? Agora que o Liam ta melhor chegou a sua vez.
Mary: Eu não to doente Katherine
Katherine: Então algo esta acontecendo, me conta, eu sou sua irmã poxa.
Mary: Ta é que... Eu não vejo um amigo meu ja faz um tempo e, sei lá.
Katherine: Por acaso esse amigo é aquele tal de Justin?
Mary: Sim, ele mesmo.
Katherine: Isso que você ta sentindo é pior que todas as doenças.
Mary: E o que é?
Katherine: Isso é saudade Mary.
Ela sorriu para mim e saiu de lá, indo para cozinha. Eu fiquei a pensar, só sentimos falta do que gostamos e tal, mas tem como sentir falta de algo que nunca teve? Eu não entendo nada disso, sou uma droga quando o assunto são sentimentais. Sempre faço as escolhas erradas. Mas naquele momento eu so sentia vontade de rever o Justin, eu não sei porque, era mais forte que eu.
Mary: Katherine!
Katherine: Oi? O foi?
Mary: A saudade doí, como faz para parar?

~Katherine On~
~Mary Off~ 

Quando a Mary me fez aquela pergunta, pude ver que os olhos dela estavam triste e lagrimejantes era difícil acreditar, logo a Mary, que sempre foi tão durona e nunca ligou para isso.
Katherine: Mary eu, eu não sei bem como dizer. 
Mary: Eu odeio sentir saudade!
Katherine: Todos nos odiamos... Esse garoto mexeu com você hem.
Mary: Ele é meu amigo ta legal?
Katherine: Apenas?
Mary: Apenas!
Katherine: Ok, ok! Acho que você deveria ir visita-lo ou sei lá.
Mary: Eu não sei onde ele mora, eu, eu não...
Fiquei triste vendo minha irmã daquele jeito. O meu celular toca, era o despertador.
Katherine: Deu a hora, preciso ir para a escola. Maninha, vai sair um pouco, quem sabe assim você não esquece essa saudade.
Mary: Ok Kah, não se preocupe comigo.
Katherine: Se cuida ta? 
Mary: Ta.
Sai de casa e fui para a escola, eu trabalho em uma creche durante o dia, esse não era bem o que eu queria mas era meu ganha pão, mas ainda tenho esperanças e um dia serei uma pessoa importante, isso é questão de tempo, só é terminar a faculdade.

~Mary On~
~Katherine Off~

Fiz o que a Katherine recomendou, fui da uma volta pra tentar esquecer tudo mas é impossível, a saudade é tão grande que ta mais fácil ela me expulsar. Estava sentada apenas esperando o tempo passar, então esculto alguém me gritar.
Oliver: Mary! Mary!
Mary: Calma Oliver, o que foi?
Oliver: Eu Manteiga, ele sabe onde o Justin mora!
Mary: Sabe? Mas quem é Manteiga?
Oliver: Ah um dos cara, e tipo, é em uma mansão sinistra!
Mary: Onde esta esse Manteiga? Eu preciso que ele me leve ate la.
Oliver: Agora assim.
Mary: É Oliver! Agora!
Oliver: Ta vou pedir, mas não prometo nada não hem.
Mary: Implora Oliver, por favor!
O Oliver sai correndo para encontrar o tal do Manteiga, e eu ja me encontrava sorrindo outra vez. Pouca hora se passa e la vem eles com um carro, entrei e fomos para onde o Manteiga nos levava. E logo chegamos em nosso destino. 
Veja a mansão de Justin Bieber em Calabasas, na Califórnia

Mary: Minha nossa...
Oliver: Falei que era uma mansão sinistra, da meso aê!
Mary: Não tem como a gente entrar aqui.
Oliver: Isso é verdade.
Manteiga: Tanta gasolina pra nada.
Mary: Não, eu vou entrar ai.
Fui até o grande portão da mansão e pensei alguma solução mas, eram todas bobas.
Mary: Justin! -Gritei de lá. - Ô de casa! Justin você ta ai?
Oliver: Ô Mary, não é por nada não mas... Você ta parecendo uma doida.
Mary: Hum.. ¬¬ 
Oliver: É, acho melhor voltar.
Oliver: Pera ai! Tem um carro saindo ali, e parece ser o Justin!
Olhei atentamente e sim, era o Justin.
Mary: É ele sim, Justin!
Ao passar por nós Justin me vê, e para o carro. Ele abaixa o vidro da janela com uma expressão confusa.
Justin: Mary? 
Mary: É, oi.
Justin: Oi. O que você o Oliver e o... o...
Manteiga:  Ah você não me conhece não.
Justin: Ahhh! Estão fazendo aqui?
Mary: (Risos) Eu, senti sua falta Justin.
Eu falei as mesmas palavras que ele me disse uma vez, então ele sorri olhando para baixo.
Justin: Serio?
Mary: Não não, eu so vim aqui gastar meu tempo e gasolina.
Justin: (Risos) Entra aqui.
Obedeci ele e o Oliver de liberto entrou também, o Manteiga foi no carro dele. 
Justin: Então sentiu minha falta?
Mary: Preciso mesmo responder, eu ja falei.
Justin: É que eu não sabia que eu era tão importante assim para você.
Mary: Mas você não é.
Justin: Ah não? E sentiu minha falta por que?
Mary: Ah, sei lá, não sei.
Oliver: Eu acho que ela ta caidinha por você.
Mary: Cala a boca Oliver, a conversa não chegou ai.
Oliver: Eu nem ligo, olha so onde estamos, isso aqui parece um avião! Sem esquecer daquele casarão. Cara, você não sabe a sorte que tem.
Mary: Eu ja disse isso a ele, mas, ele tem muuitos problemas.
Justin: Ha ha ¬¬
Mary: (Risos)
Justin: Por sorte não tem muito movimento hoje, vamos para a pista de skate.
Fomos até a pista de skate e saímos do carro, Oliver foi para a galera me deixando com o Justin. E quando eu o pude ver ali, comigo, em minha frente, o abracei.
Justin: Fiz mesmo falta hem.
Mary: (Risos) Minha mãe dizia que o abraço é harmonia de dois batimentos. 
Justin: Nossa, legal. 
Mary: Eu sei... Justin a uma semana eu estou com uma duvida.
Justin: Qual?
Mary: Você que me levou para casa?
Justin: Ah sim, foi, você não se lembra de nada?
Mary: Não, por que? Alguma coisa aconteceu?
Justin: Acho melhor a gente conversar em outro local.
Fomos para aquela mesma montanha, la ninguém nos atrapalharia.
Mary: Como é? Você me deu banho?
Justin: É, não exatamente banho.
Mary: Ai meu Deus!
Justin: O que foi?
Mary: Nos transamos? Eu não acredito, você estava usando camisinha não estava?
Justin: Não Mary!! DD:
Mary: Nãao?? Você é doido aproveitar da minha inconsciência! -Disse eu tanto tapas nele.
Justin: Ai! Mary para! A gente não transou!
Mary: Ah não? Nossa que susto.
Justin: Eu apenas beijei você. -Falou ele com voz baixa.
Mary: Oque? Por que?
Justin: A sei lá! Você se jogou em mim então...
Mary: Me joguei não, eu cai!
Justin: Ah mas... Hey! Como você se lembra disso?
Mary: Se lembra de que?
Justin: De, ahh entendi.
Mary: Entendeu o que?
Justin: Você não tava bêbada coisa nenhuma, aquilo tudo foi teatrinho sabe pra que? 
Mary: Pra que?
Justin: Pra ficar mais perto de mim, deu uma de coitadinha só para receber MEUS cuidados!
Mary: Ah mas é muito cara de pal mesmo! Toma banho comigo, me beija e ainda diz que eu sou a oferecida! 
Justin: Não gostou? Então me devolve!
Mary: Te devolver o que garoto?
Justin: O beijo que eu te dei naquela madrugada.
Parei por um momento e ri, ele também sorriu e eu não resiste, e o puxei para perto de mim juntando nossos lábios novamente. Mas logo parei.
Justin: O que foi?
Mary: Nada, só é pra dizer que eu gostei daquele beijo, so não podia perder a chance de ter outro.
Justin: (Risos) Só você mesmo garota.
Ele me beija com toda vontade, segurando em minha cintura enquanto eu passava uma das mãos pela sua nuca. Ficamos um pouco ali, deitados ouvindo musica pelo celular até escurecer. 
Justin: Daqui da pra ver as estrelas.
Mary: É, la com tanta luz que fica sem uma no ceu.
Justin: Verdade.
Mary: Acho melhor eu voltar para minha casa.
Justin: Eu gostaria de te levar la mas, não vai da.
Mary: Entendo, bom, então tchau. -Me levantei.
Justin: Espera ai. -Se levantou também. - Acho que mereço outro beijo.
Mary: É? E por que?
Justin: Ham... Por... Ter aguentado o Oliver no carro.
Mary: (Risos) Admito, merece mesmo.
Justin: (Risos)
O beijei e me trouxe mais para perto, amava isso.
Mary: Justin, não vamos nos ve outra vez daqui uma semana não é mesmo?
Justin: Por que? Não quer sentir minha falta novamente?
Mary: Af idiota ¬¬
Justin: (Risos) Na verdade eu senti sua falta também, então não, mesmo que você queira eu não vou sair do seu pé.
Mary: (Risos)
Rimos e novamente ele me pega de surpresa, me beijando outra vez.
Justin: Se cuida ta?
Mary: Eu sei me cuida. 
Justin: Eu sei disso, tchau.
Mary: Tchau.
Sorri e voltei para casa, chegando la vou normal para meu quarto até que...
Katherine: Maaaaaaaaaaaaaaary!!
Mary: Fudeu... 
 Continua...

----------------------------------------------------------------------------------------------
Ui, digitei palavões no fim do cap u-u kk' Aqui é v1d4 L0k4 maluco!! kk' taparei u- Geeeente! Dia 12 agora irei completar 4 anos de Belieber!! :DD

Me lembro como se fosse hoje eu assistindo Baby, vendo meu Kidrauhl pela primeira vez, da até saudade!!
 
kk' 4 anos de puro swag!! u-u Enfim, espero que vocês gostem desse capitulo ai? Foi assim meio que assim né u-u Quem não gostaria de ficar com o Bieber debaixo do chuveiro né? Podia ta caindo galo, mas nem ligava kkk' Ok mesninitas, é isso aí, beiJúh!! <3

2 comentários:

  1. CONTINUAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA

    Postei o primeiro capitulo comenta lá??
    queen-of-swaggy.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awwwn gostou? Que bom, fico feliz por isso *---*
      Ok ok vou ler u-u
      BeiJúuuh!! <33

      Excluir

Olá, marujo! Agradeço desde já pelo seu comentário, é muito legal saber o que acham das postagens. Não se esqueça de deixar o link do seu blog para que eu possa retribuir o comentário.