26 maio 2013


The One That Got Away (Quem sou eu)

Abro o portão, subo os degraus até a porta e tiro a chave da minha mochila, ótimo, já estou dentro de casa, agora é só ir para o quarto!
Katherine: Mary?
Ah claro! Esqueci do pior obstaculo de todos, a irmã mais velha que quer da uma de mãe.
 Katherine: Mary! Onde você estava?
Mary: Eu não te devo satisfações Katherine!
Katherine: Você só pode ta brincando. Eu realmente não sei mais o que fazer com você!
Mary: Quer uma concelho? Não faça!
Fui em direção do meu quarto, mas é claro que ela não perderia a chance de me irritar com suas lições de vida patéticas.
Katherine: Você se lembra que hoje é seu primeiro dia de aula?  
Mary: Eu não vou estudar.
Katherine: Mary faça como eu, estude e tenha um bom futuro garantido!
Mary: Ter um futuro como o seu? Não obrigada.
Nesse momento fecho a porta com força, mas ainda consigo escultar a dona de tudo lá gritando. Sei bem que estudos são a chave de tudo, mas a verdade é que, eu não me encaixo em nada. Novamente estava na rua com desconhecidos bebendo e tentando esquecer os problemas por alguns minutos. Esculto Katherine conversar com alguém na sala, vou até lá e fico escondida atrás da parede escultando tudo, era o garotão dela, e que garotão! O Liam. Mas não foi bem ele que me chamou atenção, e sim a conversa, que era sobre mim.
Liam: Você tem que ser mais durona com ela Kah.
Katherine: Não é tão simples assim, eu não posso obriga-la a ficar onde deve.
Liam: Não é a primeira vez que a Mary faz isso, ela precisa ser mais responsável.
Katherine: Responsável? Estamos falando da Mary, Liam! -Diz irônica.
Liam: (Risos)
Katherine: Mas sabe, as vezes eu acho que a irresponsável sou eu.

Liam: O que? 
Katherine: É Liam, as contas estão atrasadas e as dividas só aumentam!
Liam: Você não é irrespondível! Trabalha muito e estuda feito uma louca, enquanto as dividas... A gente dá um jeito.
Katherine: E enquanto a Mary?
Liam: Bom, ela já é grandinha de mais para nos da mais preocupações.
Era ruim saber que eu era um dos problemas da minha irmã, posso implicar o tempo todo com ela mas, não desejo que a vida dela seja problemática como a minha. Ainda bem que ela tem o Liam. Peguei a mochila onde levava apenas um caderno desorganizado e alguns lápis e canetas.
Mary: Ér... Eu vou para o colégio.
Katherine: Mary! Que bom, quer que eu prepare algo para o lanche ou..
Mary: Não, eu me viro.
Sai de casa e fui em direção ao inferno. Ops! Quero dizer, ao colégio. Não algo legal como aqueles em filmes, é apenas um lugar cheio de pessoas idiotas. Chegando lá, fui recebida do mesmo jeito de sempre, como se eu fosse invisível.

Fui para a sala e sentei na ultima carteira, o professor Louis começa a aula falando sobre algo que não ira ser lembrado nos próximos anos, e nem influenciar em minha vida. Mas infelizmente para eles eu não era invisível.
Prof. Louis:  Mary, gostaria de nos falar um pouco sobre o assunto?
Professor Louis, ta ai um que sempre implicou comigo, por culpa dele comecei a odiar biologia.
Mary: Ah... Não, sou uma pessoa muito indecisa. -Todos ri.
Prof. Louis: Não precisa se decidir, venha até aqui e explique para todos.
Mary: Droga! -Resmunguei baixinho.
Fui até a lousa e fiquei de frente para todos.
Prof. Louis: Pode começar a explicar.
Mary: Ah claro... Qual é o assunto mesmo?
Prof. Louis: Origem da vida, Mary. ¬¬
Mary: Ah! Bom, todos nós sabemos de onde saímos então não precisa explicar...
Tentei voltar para meu lugar mas foi uma falha.
Prof. Louis: Queremos saber quem foi a primeira pessoa existente na terra!
Mary: Como eu vou saber, eu não estava lá! -A turma ri.
Prof. Louis: Suas piadas são inúteis como seu futuro. -Diz ele já furioso.
Mary: Vejam só, temos um vidente aqui! Obrigada professor, mas dispenso sua preocupação ao meu futuro.
Prof. Louis: Me preocupo é com a humanidade nas mãos de pessoas assim, que não cumprem seus deveres!
Mary: E eu não me importo com o que você se importa sobre mim ou essas tais "pessoas assim".
Prof. Louis: A questão é que eu quero saber como a terra se formou?
Mary: Deveria saber, já que o professor aqui é você.
Prof. Louis: Basta Mary, eu não conseguirei aturar sua ironia por mais um ano.
Mary: Vai pedir demissão? Amo receber boas noticias.
Prof. Louis: Chega! Pra fora da sala agora Mary! -Diz ele apontando para a porta.
Mary: É um favor que você me faz.
Pego minha mochila com ignorância e me retiro da sala com naturalidade. Não só me retiro da sala como também daquele lugar, não suporto aquele professor, me esforçava sempre naquela matéria mas ele fazia questão de diminuir minhas notas e de me desprezar na frente de todos, como se eu fosse uma aberração ou algo ruim para o resto do mundo.
Mary: Droga, o que eu vou fazer agora? -Perguntei para mim mesma.
O que eu mais queria era esta em casa, mas deveria explicações para Katherine, e eu não estava afim de brigar novamente. Andei sem direção, e fui parar no mesmo lugar de sempre. Quando não me sinto bem procuro meus colegas de rua, digo isso pois eles só vivem em uma pista de skate abandonada, eu procuro refugio.
Oliver: Olha só quem esta aqui!
Mary: Ah cala a boca Oliver.
Oliver: (Risos) Gostou da festinha de ontem?
Mary: Eu não deveria ter ficado, levei a maior bronca da minha irmã.
Oliver: Ah esquece Mary, você fica se estressando por causa dessa sua irmã!
Mary: Eu não fico me estressando Oliver! Eu a estresso, é diferente.
Oliver: Então ta, você sabe que é errado mas insiste em ficar. To certo ou to errado?
Olhei para ele com raiva admito, mas ri, ele estava completamente certo.
Oliver: Ahh to falando! (Risos)
Mary: Ta para! Dessa vez eu não vou ficar.
Oliver: Mas logo hoje?
Mary: Não to afim de levar outra bronca. Eu queria vim, hoje com certeza sera melhor que ontem.
Oliver: É... Já sei! Você não precisa esta lá para você esta lá, não é mesmo?
Mary: Já entendi, até que não é má ideia.
Oliver: (Risos) Te vejo hoje a noite.
Mary: (Risos)
Oliver volta para o grupo de meninas em que ele estava, aquele la não tem jeito. Fico ali sem fazer nada, apenas esperando o tempo passar, e quando finalmente chega o horário de ir embora eu volto para a casa. Abro o portão, subo os degraus até a porta e tiro a chave da minha mochila. 
Mary: Katherine? -A chamo.
Com certeza a  ela estava no trabalho, vou direto para o meu quarto. Tomo banho e me arrumo, e esculto a Katherine chegar, nesse momento vou para debaixo da coberta mas ela vem até meu quarto.
Katherine: Mary cheguei.
Mary: Eu sei.
Katherine: Por que você ja esta na cama?
Mary: Eu estou com sono, to acordada desde ontem...
Katherine: Verdade, qualquer coisa eu estou no meu quarto.
Mary: Ta.
Quando Katherine fecha a porta me levando no mesmo estante, pego minha bolça e saio pele janela. Sei que isso é muito idiota e era bem provável que a Katherine entrasse em meu quarto antes da minha chegada, mas é bom prevenir novas discussões, pois ela não iria me impedir de sair. 
Oliver: Eu sabia que você viria. 
Mary: Ta, mas dessa vez eu não posso demorar.
Eu olho para todos ali, que não eram tantos assim pois ainda estava "cedo", e me deparo com um cara que parecia conhecer.
Mary: Oliver, quem é aquele cara ali?
Oliver: Ah sei lá Mary, é tanto maluco que aparece por aqui.
Mary: É mas aquele ali parece ser o...
Oliver: Quem?
Mary: Esquece, vou lá.
Fui até uma galera la e fingi ser da turma, mas era tudo para me aproximar do cara, mas infelizmente o perdi no meio dos outros. Nem me importei, tinha poucas pessoa ali mesmo. E foi na tentativa de voltar para meu lugar que acabei me esbarrando no próprio.
Mary: Desculpa!
XxXx: Ah tudo bem.
Mary: Vem cá, eu te conheço de algum lugar?
XxXx: Não sei, acho não nos conhecemos.
Mary: Seu nome é?
XxXx: Justin.
Mary: Justin, você é aquele cantor!
Justin: Shiiu! Não precisa falar pra o mundo todo ouvir né.
Mary: Bem que eu desconfiei, eu sabia que ja tinha te visto em alguém lugar.
Justin: É, de onde?
Mary: Provavelmente da Tv. Mas o que você ta fazendo aqui?
Justin: Ah uma longa historia. 
Mary: E não tem seguranças e essas pessoas contigo ai não?
Justin: Não. 
Mary: Ta, não tem logica nisso tudo.
Justin: (Risos) Você parece ser legal.
Mary: Só pareço.
Ele ri e eu volto para meu lugar, fico la sentada e logo ele senta ao meu lado.
Justin: E cade seus seguranças?
Mary: (Risos) Dispensei hoje.
Justin: (Risos) 
Neste momento acendo um cigarro.

Justin: Você fuma?
Mary: As vezes. 
Justin: Que vezes?
Mary: Quando os problemas me torturam.
Justin: Você esta com problemas não é?
Mary: Provavelmente.
Justin: Quais são eles?
Mary: Ta fazendo muitas perguntas para quem acabou de conhecer, não acha? 
Justin: (Risos) Desculpa, é que eu faço o mesmo.
Mary: Você?
Justin: Que foi? Você não é a unica que tem problemas aqui.
Sorri, aquele cara parecia legal. Ficamos ali conversando e logo fomos curtir, a noite foi agitada, bebemos, dançamos e riamos a cada segundo. Quando percebi era 3 da manhã, minha maquiagem ja estava borrada e eu estava com a cabeça deita no ombro do Justin, que passou toda a festa ao meu lado.
Mary: Então você saiu de casa sem falar com ninguém, e veio tentar esquecer dos problemas em uma festa.
Justin: Isso!
Mary: Você é doido.
Justin: Por que? Você fez o mesmo.
Mary: Mas eu não sou rica, não tenho ali carros e conforto a todo tempo.
Justin: Dinheiro e carros não aliviam a dor.
Mary: Ah... Sei lá.
Justin: Acho que eu nunca bebi tanto na minha vida.
Mary: (Risos) 
Ele levanta a manga da jaqueta que usava e olha o relógio.
Justin: Me Deus, olha a hora!
Mary: Nossa, preciso ir.
Justin: Eu também, ates que todos se desesperam me procurando.
Ele se levanta e eu também.
Mary: Olha pelo lado bom.
Justin: O que?
Mary: Pelo menos alguém procura você.
Sorri irônico e sai dali, em direção a minha casa.
Justin: Espera! 
Mary: O que?
Justin: Eu nem sei seu nome...
Mary: É? Descubra.
Ele sorri e eu também, me virando e seguindo novamente o caminho para a casa. Abro o portão, subo os degraus até a porta e tiro a chave da minha mochila. Vou em direção ao meu quarto e me jogo na cama, mas para o meu azar minha irmã grita pelo meu nome.
Katherine: Maryyyyyy!!
Katherine vem até meu quarto e...
Continua...

6 comentários:

  1. oooooooooooooooooommmmmmmmmmmmmmmmmggggggggggg que emoção' q perfeito <3 me awwwwwn que love.. em que alegria, que divonica *----*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWWN! My Mari obg!
      Vem cá pra o abraço \o/
      I love tu
      I love tu
      <33
      *----*

      Excluir
  2. Nossa vey
    NOSSA
    HUMILHA MESMO JÚH!
    humilha pq vc pode! u.u
    VEEEEEEEEY...QUE ISSO?
    CARA...tu termina um ib diva,maravilhosa,perfeita e tal
    ai começa outra ainda mais diva? O.O
    PELO AMOR DE CRISTO! U.U
    ME DE UM POUCO DESSA SUA DIVASÃO! I NEED!
    PQ MINHA IB'S ESTÃO UNS LIXOS TOTAL! #FATO
    enfim! meu deus!
    AMEI! :o
    super tenso!
    WOW
    meu namorado já apareceu na história u.u gostei! :3 hehehe....
    u.u vai te que rala peito pra saber o nome dela Jus! ~oi? rala peito? que pqp é isso? ¬¬~cada coisa que eu fala viu!
    enfim!
    amei amora!
    pelo amor de deus poste logo!
    FAÇA BIG!
    I NEED!!! beijos love! <3
    amo você! bye diva!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. AWWWWWWWWWWWWWWN
      Que bom que você gostou my divonicaaaa!!! E tipo, nada haver! Vc escreve super bem e sua IB é a melhor que existe, vc que ama me humilhar rum! u-u
      Awn <3
      Sabe flor, nem tive tempo de falar contigo mas, parabéns (atrasado) eu desejo muitos anos de vida pra vc, que Deus cuide de vc e de sua família e que todos os seus sonhos se realizem, gosto muuuuuito de vc! Serio mesmo, você é uma garota super legal e linda <33
      E ainda irei fazer o próximo cap dedicado a vc, como prometido, so me desculpe por demorar tanto :((
      BeiJúh minha divonicaaaa!!! Dona da melhor IB que existe u-u

      Excluir
  3. Tá ótimo véi!! *-*
    Locona viu.
    Posta logo o 2º capítulo!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Awwwn *-* obg
      Né? Essa é a ideia u-u
      Ja postei Kate :DD
      Obg o/

      Excluir

Olá, marujo! Agradeço desde já pelo seu comentário, é muito legal saber o que acham das postagens. Não se esqueça de deixar o link do seu blog para que eu possa retribuir o comentário.